Governo reduz IPI e aumenta crédito para construção civil

Publicado em 07/02/2006 às 00:00 - Atualizado em 15/05/2015 às 08:29

BRASÍLIA (Reuters) - O governo anunciou nesta terça-feira um conjunto de medidas de incentivo à habitação e à construção civil que inclui redução em alíquotas de IPI e uma oferta de crédito imobiliário de 9,560 bilhões de reais para a classe média.

Para famílias de baixa renda, o volume de crédito será de 6,807 bilhões de reais --com a maior parte (5,8 bilhões de reais) vinda de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Serão destinados também 2,7 bilhões de reais em subsídios para a habitação popular --sendo que parte será obtida com o aumento da dotação do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social, de 100 milhões para 1 bilhão de reais.

Dos recursos voltados para a classe média, 8,7 bilhões de reais referem-se a crédito com recursos da caderneta de poupança, conforme alteração já aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Esse volume indica um crescimento de 90 por cento sobre 2005 --quando tinha sido de 4,564 bilhões de reais.

Em outra frente, o governo reduziu as alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para 28 materiais utilizados para habitação popular, como caixas d"água, tintas, vidros e azulejos.

As alíquotas superiores a 5 por cento ficam reduzidas para este valor. Já as aliquotas que eram de até 5 por cento serão reduzidas para zero.

(Por Isabel Versiani)


Galeria de Arquivos